mancha vermelha.png

As galerias da Piccola Arena são dedicadas à arte contemporânea e recebem artistas selecionados por meio de edital de ocupação

galeria 3.png
mancha vermelha.png
Doug_publico na mostra.png

 as galerias

mancha verde.png
mancha cinza.png


 

Foram concebidas como um convite à integração natureza-espaço urbano. Suas fachadas envidraçadas voltam-se para o teatro de arena e para o imenso verde que vem de fora. A arquitetura em concreto aparente armado e vão livre – são 100 m2 na Galeria dois e 165 m2 na Galeria um. Graças a essa característica, somada à altura de 6 metros que cada galeria dispõe, exposições de obras de grande porte podem ser planejadas.


Cada galeria tem entrada direta e independente, mas são visualmente interligadas por um imenso vão aberto entre elas, permitindo assim a ocupação por um único artista ou por dois artistas simultâneamente.

mancha cinza.png
mancha%20cinza_edited.png
galeria1.png
manchas pretas.png

A Galeria Alba Zaluar é um recém-criado espaço, concebido como uma homenagem póstuma aos 50 anos de amizade do artista com a antropóloga e uma das benfeitoras do espaço. A céu aberto, ela interliga o atelier ao restante do centro cultural.

Aderindo a um dos principais modos de atuação da produção artística contemporânea, o atelier oferecerá, a partir de 2021, seu programa “Residência Artística”. O artista poderá se inscrever para a imersão de um mês no Rocio, onde ficará hospedado com Mauricio num ambiente de trocas e vivências com a comunidade local, e propício à reflexão sobre a sua própria produção. O objetivo é dar autonomia e condições para pesquisar e experimentar livremente, utilizando a estrutura do atelier. O resultado criativo será exposto em uma das galerias.